Arquivo da categoria: Web 2.0

Validador WCAG 2.0 beta para testar as páginas via URL

T.A.W Validador de acessibilidade on-line beta.

T.A.W Validador de acessibilidade on-line beta.

Pode-se encontrar mais informações sobre este tipo de validação de acessibilidade com mais detalhes em http://www.w3.org/TR/WCAG-TECHS/G134.html e o http://www.webstandards.org/2007/02/08/what-to-do-with-wcag-2 .

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Acessibilidade na internet, Usabilidade na internet, Web 2.0

Google Maps passa a mostrar lugar do usuário

Os usuários de desktop e laptop, agora, já podem fazer uso da ferramenta “Mostrar meu local” (ou My Location) do Google Maps, que localiza geograficamente as máquinas pelo recurso de W3C Geolocation API.

Novo botão ´Mostrar meu local´: Google Maps diz que sabe onde todos os usuários se localizam

Novo botão ´Mostrar meu local´: Google Maps diz que sabe onde todos os usuários se localizam

O botão fica no canto esquerdo superior do mapa, entre o boneco acima do zoom e as opções de manobra panorâmica, e só é compatível com navegadores Google Chrome (2.0+) e Mozilla Firefox (3.5+) – ou qualquer navegador com a versão mais recente do Gears.

Como de costume, o Google Maps brasileiro ainda deve demorar mais alguns dias para receber o recurso. Mas os usuários nacionais podem visualizar o novo botão ao entrar na versão internacional, sem o “br.”.

O My Location já era conhecido pelos usuários de celulares e smartphones. Desde ontem (8), usuários dos Estados Unidos já usam o recurso em seus computadores.

Ao usar o recurso oficialmente pela primeira vez, o Google pede a permissão do usuário antes de informar a localização via Google Maps. A companhia, em sua página, garante que a decisão pode ser feita e desfeita quantas vezes o usuários quiser.

O W3C Geolocation é uma especificação que fornece acesso por scripts às informações de localizações geográficas associadas ao dispositivo de hospedagem.

Fonte

Deixe um comentário

Arquivado em Internet, Web 2.0

Wolfram Alpha – Enciclopédia que faz contas

Entrou no ar ontem à noite um buscador cujo objetivo modesto é dar respostas definitivas sobre qualquer assunto que possa virar informação computacional: o Wolfram Alpha.

Wolfram Alpha resolvendo uma equação do segundo grau, com gráfico e tudo

Wolfram Alpha resolvendo uma equação do segundo grau, com gráfico e tudo

O site é tão confuso quanto sua definição, mas serve para fazer coisas muito legais, como cálculos e comparações entre dois assuntos parecidos. Quando você digita uma palavra na barra de buscas, o programa vasculha sua base de dados e mostra uma porrada de informações úteis na tela.

Um exemplo: ao entrar com os dados Apple e Microsoft, o Wolfram Alpha mostra numa tabela, lado a lado, informações como o faturamento das duas empresas, o número de empregados e quanto custam as ações de cada uma na bolsa. Também é possível enxergar gráficos que mostram o valor de mercado de ambas mês a mês.

Além de comparações desse tipo, o site faz cálculos matemáticos, inclusive aplicando fórmulas e mostrando a resolução com representações gráficas. Também dá para fazer conversão de moedas: ao digitar a palavra “real”, aparecerá o valor da moeda brasileira em dólar, euro, peso argentino e muito mais, tudo atualizado constantemente.

Um jeito interessante de ver como o programa agrupa dados objetivos é digitar o nome de uma cidade. Dá para ver que Guarulhos fica a 16 quilômetros do centro de São Paulo, tem 10 milhões de habitantes e sua temperatura é de 18º Celsius neste sábado parcialmente nublado. Usando o serviço assim, ele parece uma Wikipédia com atualizações em tempo real.

Infelizmente, o site ainda está um pouco lento e aceita somente pesquisas em inglês. Não é possível, por exemplo, ver quem ganhou mais títulos entre Palmeiras e Corinthians, mas quem gosta de esporte pode comparar o desempenho de Dallas Cowboys e Denver Broncos na liga de futebol americano.

Fonte

Deixe um comentário

Arquivado em Internet, Web 2.0

Algoritmo revolucionário de redimensionamento de imagens

O vídeo acima é uma apresentação do Dr Shai Avidan, que tem um PHD pela Universidade Herbraica de Israel, trabalhou na Microsoft Research durante seu pós-doutorado, e até ontem estava batendo ponto no Mitsubishi Electric Research Laboratories. Ele é co-autor da tecnologia chamada “media retargeting”, que se dispõe a redimensionar de forma inteligente imagens para formatos e dispositivos diferentes.

O algoritmo que ele desenvolveu é impressionante. Através das curvas de energia de uma imagem detecta as áreas de maior importância, remove o que pode ser removido e consegue manter o grau de distorção no mínimo, mesmo para os casos mais radicais. O final do vídeo, onde o algoritmo é usado para remover pessoas de uma imagem é bonito de se ver também.

Ruim mesmo é ter que ouvir o cara falando “aqui usamos um simples algoritmo…” quando muito provavelmente gastaria uns 5 quadros-negros explicando para gente normal o “simples algoritmo”.

O vídeo foi mencionado dia 19 de Agosto no blog de John Nack, da Adobe. Ele é Gerente Senior de Produto para o Photoshop. Alguns dias depois saiu no TechCrunch, que com 579.000 assinantes em seu feed RSS não é exatamente um diário de adolescente. Resguardadas as proporções é o MeioBit da gringolândia. Resultado? Ontem o Dr Shai foi contratado pela Adobe. Muito provavelmente com um salário pra lá de atraente.

Fonte

Deixe um comentário

Arquivado em Plataformas, Tecnologia e sistemas, Web 2.0