Arquivo da categoria: Buscadores

Configure alertas nas pesquisas no Google e facilite suas buscas

Dizer que o Google é a ferramenta de buscas mais utilizada e com melhor resultado é algo redundante. Mas há vezes em que a tarefa de digitar consecutivamente na busca por nossos assuntos favoritos dá um certo cansaço. Por exemplo, saber as últimas notícias sobre o iPad, sobre uma banda preferida de rock ou ainda as últimas dicas de games pode se tornar algo entediante.

Normalmente, temos esse tipo de informação executando uma pesquisa – mas isso é uma chateação, pois precisamos parar para executar a mesma pesquisa todos os dias ou até várias vezes por dia. O serviço de buscas do Google é muito bom e você pode ajudá-lo a se tornar uma ferramenta ainda mais útil a partir do  Google Alerts.

O serviço funciona como uma espécie de feed RSS que lhe envia o resultado de suas solicitações para seu e-mail. O serviço é gratuito e o único requisito é ter uma conta no Gmail.

Para configurar um alerta, comece por introduzir um ou mais termos de busca, igualmente como faria para uma pesquisa comum no Google.

alerta_google.jpg

Em seguida, clique no campo Tipo para especificar qual a fonte que o Google deve usar: Blogs, Web, Notícias ou Grupos, ou, se você quiser todas as anteriores, escolha a opção Completo.

No próximo item escolha com qual Frequência deseja receber os alertas, que pode ser uma vez por dia, uma vez por semana ou sempre que encontrar novas ocorrências.

Ainda é possível escolher quantos itens serão listados no e-mail: em lotes de 20 ou 50 resultados. E, por fim, pode-se decidir receber os resultados por e-mail ou por feed.

O feed seria o RSS, que pode ser lido no Google Reader (se você tem uma conta no Google, então tem também uma no Reader).

A ferramenta, sem dúvida, economiza muito nosso tempo quando estamos na busca por assuntos que demoram para se esgotar ou que se atualizam com frequência.

Deixe um comentário

Arquivado em Buscadores, SEO

9 Dicas Para Remover Uma Punição Do Google

As punições distribuídas pelo Google não possuem aviso prévio e, geralmente, só são detectadas quando notamos uma drástica queda no volume de acessos dos sites punidos ou em suas conversões, como cadastros, vendas, downloads, etc.

Punição do Google

Punição do Google

Caso você possua um site nesta situação, uma tentativa de fazer o Google reavaliá-lo quanto à punição é submeter um pedido de reconsideração via ferramenta Google Webmaster Tools. Porém, antes de enviar o pedido, é indispensável que você deixe seu site  limpo e preparado, isto é, encontrar e eliminar o motivo da punição. A seguir, listamos alguns pontos importantes a serem considerados:

  1. Cheque sua conta na ferramenta de webmaster do Google (Google Webmaster Tool) para ver se existe algum tipo de alerta ou erro de rastreamento.
  2. Confira seu servidor para se assegurar de que não houve ataque de hackers.
  3. Reveja o seu robots.txt. A melhor opção é adicionar um se você não tiver, assim, estará do lado mais seguro.
  4. Verifique se existe algum imprevisto (negativo) nos seus backlinks: Tanto imprevistos de aumento quando imprevisto de diminuição nos backlinks podem parecer fora do normal.
  5. Cheque a saída de links do seu site (sugestão: Xenu Link Sleuth).
  6. Veja se todas as suas páginas retornam corretamente o status de resposta de cabeçalho.
  7. Análise as mudanças recentes de otimização on-page feitas no seu site.
  8. Reveja a geração de conteúdo por usuários (para links apontando para sites inconvenientes/sem valor ou vocabulário impróprio).
  9. Tente navegar pelo seu site simulando o user-agent Googlebot. Uma opção é utilizar o plugin para Firefox User Agent Switcher.
Algo mais que você queira saber ou sugerir? Por favor deixe seu comentário!
Fonte: SEO Master

1 comentário

Arquivado em Buscadores, SEO

Novo Fator de Rankeamento no Google: Velocidade de Carregamento

Agora é oficial: a velocidade de um site é fator para rankeamento no Google. Parece que o lobby feito por Matt Cutts em sua apresentação no último PubCon deu resultado: o Google anunciou sexta-feira passada que a velocidade de carregamento de uma página é mais um dos cerca de 200 fatores que determinam os rankings dos resultados em seu sistema de buscas.

Velocidade na Internet como fator de posicionamento no Google

Apesar de Matt Cutts e o próprio Google dizerem que esta mudança vai afetar menos do que 1% dos rankings atuais, ambos aconselham fortemente trabalhar para reduzir o tempo de carregamento das páginas de seu site – e nós também. Os motivos?

  • Aumento de Pageviews
  • Maior Conversão
  • Melhora da experiência do usuário no site
  • Redução de custos operacionais

Ou seja, torne seu site mais rápido, deixe seu usuário mais feliz e obtenha mais conversões (vendas, downloads, cadastros, etc.).

No post do anúncio oficial, o Google recomenda algumas ferramentas gratuitas para ajudar webmasters a reduzir o tempo de carregamento de seus sites. Segue a lista:

A velocidade de carregamento não é um fator tão importante como outros realmente relevantes, tanto é que somente vai influenciar no posicionamento de uma porção bem pequena dos resultados das pesquisas. Portanto, conforme o próprio Matt disse, não há motivo para pânico – ainda mais para nós brasileiros, já que esta novidade será implementada inicialmente apenas no google.com e para buscas em inglês.

Hoje, o tempo de carregamento de um site não tem influencia significativa em seus rankings. Mas e no futuro? Será que uma página que demore por volta de 10s para abrir vai ser “penalizada” por uma empresa que considera velocidade na web um fator muito importante para seus produtos e pesquisa por isso constantemente? Essa resposta somente o tempo irá nos dizer, porém fica a mensagem (ou dica) do Matt Cutts: “a faster web is better for all” (em Português: uma Internet mais rápida é melhor para todos).

E você, o que acha a respeito disso? Também utilizaria o tempo de carregamento como fator para determinar os rankings de seu mecanismo de busca?

Fonte: SEO Master

Deixe um comentário

Arquivado em Buscadores, SEO

Navegação ecologicamente correta

Sites ajudam a diminuir consumo de energia e emissão de CO2:

Sites ajudam a diminuir consumo de energia e emissão de CO2

Sites ajudam a diminuir consumo de energia e emissão de CO2

Salvar o mundo pode ser trabalho demais para uma pessoa só. Mas e se nós disséssemos que mesmo aí, sentado na frente do computador, você pode ajudar um pouquinho o planeta? Separamos duas dicas bastante simples que ajudam a diminuir o gasto de energia do seu computador e, de quebra, reduzem a emissão de dióxido de carbono da máquina.

Esse aqui é o Blackle, uma espécie de versão ecologicamente correta do Google. O site não pertence à empresa, seus desenvolvedores apenas inseriram a ferramenta do buscador em uma nova página. Como você pode ver, todo o site é na cor preta, e é justamente essa a diferença do serviço. Ao evitar o uso das cores, principalmente do branco, o computador consome menos energia. E não precisa se preocupar com a eficiência, o resultado das buscas é exatamente o mesmo que você consegue ao entrar diretamente na página do buscador.

Nossa segunda dica é esse programa aqui, o Snap CO2 Saver. A intenção dele é parecida com a do Blackle, mas o funcionamento é bem mais abrangente. O aplicativo permite reduzir a emissão de dióxido de carbono não apenas durante o uso de uma página ou outra, mas no uso contínuo do PC. Por meio do Snap você pode configurar o momento de deixar seu computador em standby, desligar o disco rígido ou a tela. Aqui nas opções do programa você tem três níveis de redução de energia, cada uma com especificação diferente das outras. O mais legal de tudo é que o software contabiliza o quanto você, os outros do Snap e todo o resto das pessoas estão economizando de energia. Os dados são constantemente atualizados, olha só.

Mas antes de começar a usar o aplicativo você tem que garantir que a contagem aconteça corretamente. Para isso, você precisa vir aqui em “Options”, clicar em “Computer Details” e selecionar a configuração da sua tela. Pronto. Depois de um tempo você vai conseguir ver o quanto seu computador já ajudou a reduzir a emissão de gases poluentes.

E o programa não ajuda só o planeta, o Snap também economiza seu tempo com esse espaço aqui para buscas rápidas no seu site preferido. Para selecionar o site que você quer deixar programado para realizar as pesquisas é só clicar Settings, também dentro do botão de Options. Viu só? Agora você pode ser ecologicamente correto e ainda ter facilidades na sua vida online. Para testar nossas dicas e começar a sua navegação verde é só clicar nos links logo abaixo desse vídeo.

Fonte: Olhar Digital

Deixe um comentário

Arquivado em Browsers, Buscadores, Internet, Tecnologia Verde

Ajude a preservar florestas – Faça suas buscas pelo Ecosia

Mais de 26 milhões de m² de área verde já foram salvos com o uso do site.

Link do Buscador: Ecosia

Interface Ecosia

Interface Ecosia

Ajudar o meio ambiente ficou mais simples. Com o buscador Ecosia, você ajuda a preservar florestas sem sair de casa.

O serviço é uma parceria entre o Yahoo!, Bing e a organização WWF. A cada busca feita pelos usuários, cerca de 2 m² de floresta tropical são preservados. Além disso, 80% da renda arrecadada pelo buscador com os links patrocinados é revertida para o programa de proteção à Amazônia da WWF. O acesso dos internautas é totalmente gratuito. Até o momento, mais de 26 milhões de m² já foram salvos com o uso do mecanismo.

O site não conta com o apoio do Google, maior buscador da web. A ausência também é uma jogada de marketing, já que o Yahoo! e o Bing são aliados contra o grande concorrente.

Disputas financeiras à parte, o Ecosia é uma grande iniciativa de conscientização online. O link para o buscador da WWF está logo acima dessa matéria.

Deixe um comentário

Arquivado em Buscadores, Tecnologia Verde

Eco4Planet, o buscador ecológico

A cada 50 mil pesquisas realizadas no portal, uma árvore é plantada no Brasil.

Conheça o buscador Eco4Planet

Eco4Planet

Eco4Planet

Você usa o Google como busca padrão?

Então, por que não trocar seu bookmark para o Eco4Planet?

Este é um site que lança mão do mesmo mecanismo de buscas do Google, só que, a cada 50 mil pesquisas realizadas, uma árvore é plantada no Brasil.

É como se fosse o próprio Google, só que com um outro visual e com a vantagem do plantio das árvores. O site é todo preto, e isso gera uma economia de até 20% de energia se comparado a uma tela branca. Só para você ter idéia: se o mundo inteiro utilizasse esse buscador com a tela preta, seriam economizados cerca de 7 milhões de kilowats-hora em um ano, ou o mesmo que 58 milhões de computadores desligados por 1 hora.

Você pode, ainda, baixar wallpapers ecológicos e ler o blog do projeto, que traz, todos os dias, vários posts referentes ao meio-ambiente. Se você gostou da dica, defina já o Eco4Planet como página inicial de suas buscas e ajude o meio ambiente. Você pode, também, colocar banners do Eco4Planet em seu próprio site, ajudando a espalhar, ainda mais, a notícia por aí.

O planeta agradece e a equipe CDIGITAL está participando deste grande insentivo!

Deixe um comentário

Arquivado em Buscadores, Tecnologia Verde

Microsoft lança nova ferramenta de busca Bing

O lançamento do Bing representa a investida da Microsoft de marcar presença no cenário dos buscadores – nos Estados Unidos, de acordo com a ComScore, o Google lidera o segmento com 64,2% do mercado, com o Yahoo (20,4%) em segundo lugar e a Microsoft em terceiro, com uma fatia de 8,2%. Na conferência, o CEO da Microsoft não falou em reversão rápida desse cenário. “Meu cronograma é de muitos anos, não tenho uma projeção específica, mas muitos anos”, afirmou.

Bing

Bing

Segundo o anúncio da Microsoft, o Bing foi desenhado especificamente para, além de aproveitar os benefícios dos atuais sistemas de busca, mostrar nova abordagem para a experiência do usuário, com ferramentas intuitivas que ajudem os clientes a tomarem decisões: escolher um restaurante, planejar uma viagem, tomar decisões de negócios, com destaque para serviços que são oferecidos online ou ranqueados.

Conheça o Bing

Deixe um comentário

Arquivado em Buscadores, SEO