Arquivo do mês: fevereiro 2010

4 macetes para fazer sua empresa se destacar nas buscas da internet

A cada dia, mais executivos e empreendedores do mundo online e offline se dão conta da importância de estarem bem posicionados nos resultados de sites de busca. Para muitos, aparecer ou não na primeira página de um mecanismo de busca como Google ou Bing é a diferença  entre o sucesso e fracasso de seu negócio.

4 macetes para fazer sua empresa se destacar nas buscas da internet

4 macetes para fazer sua empresa se destacar nas buscas da internet

Pagar por cliques em campanhas de links patrocinados pode não ser eficiente ou economicamente viável, restando então aparecer nos resultados naturais, ou seja, os não pagos. Por uma limitação matemática e para desespero de muitos, só existe um primeiro lugar, e geralmente só são exibidos 10 resultados na primeira página.

Os mecanismos de busca utilizam perto de 200 variáveis em constante mutação para definir o posicionamento de cada site. Ao invés de tentar mapeá-las, existem algumas regras básicas que podem ser seguidas.

1. Escolha as palavras-chave corretas

Você quer aparecer na primeira página do Google, mas já parou para pensar para quais palavras? É comum ouvir de clientes frases como “quero aparecer em primeiro lugar para a palavra ‘carros’”. Mas, convenhamos, quem digita “carros” no Google? Provavelmente uma criança de cinco anos atrás de fotos do Lightning McQueen, o carrinho vermelho e tagarela do filme da Disney. Aparecer em primeiro lugar para a palavra “carros” não significa que você aparecerá em primeiro para “perfume para carros” ou “classificados de automóveis”.  Um trabalho de SEO (do inglês Search Engine Optimization, ou otimização para sites de busca) começa exatamente na escolha das palavras-chave mais importantes para o seu negócio. Para cada palavra-chave escolhida, tenha no mínimo uma página em seu site relacionada a ela. É importante ainda não se prender a termos técnicos demais que apenas você e seu concorrente conhecem. Escolha as palavras mais popularmente utilizadas.

2. Conquiste o topo por mérito

Sites como o Bing existem para oferecer aos usuários os resultados mais relevantes possíveis às buscas efetuadas. Olhe para o seu site e pergunte-se: “Eu mereço estar na primeira posição, na primeira página dos resultados? O meu site é o melhor? É o que tem o conteúdo mais relevante do meu setor? Sou a empresa com mais tempo de mercado, a mais conhecida?” Faça-se merecedor da primeira página! Tenha um site rico em conteúdo, com áreas úteis, educativas, com produtos exclusivos.

3. Mil palavras valem muito mais do que uma imagem…

Bem, ao menos para sites de busca… O Google, por exemplo, lê e interpreta o texto de seu site para determinar sobre o que este se trata e calcular em que posição deve aparecer para cada uma das palavras lidas. Um site muito gráfico e com pouco texto pode ser excelente para transmitir um conceito diferenciado, mas não ajuda em nada ao Google decifrar o seu conteúdo. Sites desenvolvidos em Flash ou Javascript também apresentam barreiras que podem impedir a sua correta interpretação. Site todo feito em Flash é pecado mortal, esqueça! Procure desenvolver o seu site utilizando tecnologias que facilitem o trabalho do Google, como HTML, ASP, PHP, CSS e com páginas ricas em texto.

4. Seja o mais votado

O Google criou um mecanismo similar a uma eleição chamado de PageRank, onde ao invés de votos, as páginas na internet que possuem uma maior quantidade de links apontados tornam-se mais propensas a se destacar nos resultados de busca. Cada link é considerado um voto de confiança dado pelo site. Além da quantidade de links, o Google avalia ainda a importância e relevância do site de origem do mesmo. Um link do site da PC Magazine, por exemplo, apontado para um site de jogos online tem muito mais peso do que 10 links de blogs sem importância falando de turismo na Patagônia. A medida em que o seu site for ficando mais conhecido, mais links espontâneos receberá. Não custa acelerar o processo e pedir a seus principais parceiros comerciais e amigos para apontarem  um link para o seu site!

[Colaboração: Bernhard Schultze]

2 Comentários

Arquivado em SEO

Atualização do Windows vai deixar usuário escolher próprio browser

A Microsoft vai cumprir um acordo feito coma União Europeia e a partir de março vai permitir que os usuários do Windows escolham ainda na instalação do sistema operacional qual browser desejam utilizar.

Atualização Windows

Atualização Windows

Para os que já possuem o Windows XP, Vista e o 7 instalados, um update do sistema vai oferecer aos clientes uma lista com cinco navegadores: Opera, Safari, Internet Explorer, Chrome e Firefox.

A medida será realizada para diminuir as críticas contra a Microsoft que, teoricamente, estaria priorizando o Internet Explorer na batalha dos browsers, já que o software vem instalado por padrão de fábrica.

Segundo reportagem do Daily Mail, a ordem de escolha dos navegadores tanto na instalação quanto na atualização será aleatória. E você, qual navegador prefere?

Deixe um comentário

Arquivado em Browsers, Diversos, Tecnologia e sistemas

Dicionário prático roda direto no desktop

O Dictionary.NET é um pequeno programa para traduzir qualquer palavra em centenas de idiomas.

DictionaryNET

DictionaryNET

O software é bem leve e funciona na bandeja do sistema do Windows. Ao clicar no ícone, o programa abre sua janela: a coluna ao lado esquerdo vem com todas as línguas suportadas por ele que, pudera, são muitas. Afinal, o aplicativo é baseado na ferramenta de idiomas do Google — portanto, depende de conexão à internet para funcionar. Junto da tradução também vem definições da palavra, sinônimos, vocábulos relacionados, etc.

Download aqui!

Deixe um comentário

Arquivado em Diversos, Ferramentas

Por dentro da legislação da internet

Lei pioneira no Brasil vai regulamentar questões como o armazenamento de informações pessoais e acesso universal à rede.

Discussão – Marco Regulatório

Marco regulatório

Marco regulatório

Há alguns meses, políticos, jornalistas, sociólogos e legisladores se reunem para discutir a lei que definirá os direitos e deveres dos internautas no país. Lançado em outubro de 2009 pelo Ministério da Justiça em parceria com a Fundação Getulio Vargas, o Marco Regulatório Civil da Internet é um projeto colaborativo que visa criar uma lei pioneira no Brasil, para regulamentar questões como o armazenamento de informações pessoais pelos provedores ou mesmo o acesso universal à banda larga.

“O que a gente está tentando fazer é uma legislação que coloque esses princípios de natureza da internet como valores respeitados e reconhecidos pelo Direito, e aí, uma decisão judicial, ao invés de, por exemplo, bloquear o acesso a um site, por conta do que está lá, tem uma solução mais justa e mais equilibrada para resolver o problema”, explica Guilherme Almeida de Almeida, da Secretaria de Assuntos Legislativos do Ministério da Justiça.
A primeira fase do debate contou com mais de 800 contribuições, entre comentários, e-mails e referências propositivas em site. Uma das idéias propostas e totalmente descartada sugeria que o usuário tivesse que se indentificar toda vez que entrasse na rede. Imagine o trabalho que isso não daria para todos nós! De acordo com os avaliadores do projeto, a maior preocupação dos colaboradores diz respeito à manutenção da liberdade de expressão e privacidade dentro ciberespaço.

“Hoje, para eu me conectar na rede, eu não preciso da autorização de ninguém, se eu quiser desenvolver um site, se eu quiser mandar um vídeo ou fazer um conteúdo, eu não preciso pedir autorização a ninguém. Isso é um principio da arquitetura da internet”, diz Ronaldo Lemos, Professor Especialista em Direito Digital da FGV/RJ.
Sérgio Amadeu, Sociólogo e Ativista por Direitos Civis na Internet, também defende a liberdade no meio digital e acredita que manter esse principio só é possivel com a participação da sociedade “A internet deve continuar livre e nós devemos fazer varias ações para melhorar o entendimento das pessoas na internet”.

Em sua primeira fase, o projeto foi colocado para consulta pública durante 45 dias. Baseado nas colaborações dos internautas, ele agora está sendo analisado por uma equipe do Ministério da Justiça. Depois de pronto, o projeto ficará disponível para comentáriospor mais 45 dias e só então, será encaminhado para o congresso. Por isso mesmo, ainda é tempo de dar sua contribuição no sentido de fazer da internet um ambiente mais seguro e, ao mesmo tempo, com total liberdade de expressão. Acesse agora olhardigital.com.br e veja como.

Deixe um comentário

Arquivado em Internet, Segurança na internet

Adobe Photoshop Cook

Vídeo mostra como seria se o Adobe Photoshop fosse uma ferramenta para auxiliar as pessoas na criação e concepção de suas próprias receitas, faltou uma trilha bacana para deixar o vídeo mais animado, mas mesmo assim o vídeo é muito bom.

Link do vídeo: http://vimeo.com/9338549

Deixe um comentário

Arquivado em Diversos, Internet

Converta seu nome para diversos idiomas

Usuário pode ver o próprio nome em mandarim ou hieróglifos egípcios, por exemplo.

Link para o site: Lexiqueto

Antes de fazer aquela tatuagem com o nome da sua mãe em ideogramas talvez seja melhor você dar uma olhada nesse site. É o Lexiquetos. Aqui você pode conferir como seu nome é escrito nas mais diferentes línguas. Já pensou em poder assinar por aí em chinês? Ou em hieróglifos egípcios? Aqui você pode ter uma idéia do trabalho que isso daria!

Lexiquetos

Lexiquetos

É só clicar no idioma que você quer conhecer e, em seguida, digitar o nome no campo disponível na página seguinte.

O site é em espanhol, mas nada que dificulte a navegação. Aqueles que têm o portunhol um pouco mais avançado podem desfrutar de outras seções do Lexiquetos, como um glossário de palavras em outros idiomas ou até um quizz para aprender um pouco de outras línguas. Todas as opções do site estão diretamente na página inicial, não tem erro na hora de conferir os serviços.

Deixe um comentário

Arquivado em Internet

Ajude a preservar florestas – Faça suas buscas pelo Ecosia

Mais de 26 milhões de m² de área verde já foram salvos com o uso do site.

Link do Buscador: Ecosia

Interface Ecosia

Interface Ecosia

Ajudar o meio ambiente ficou mais simples. Com o buscador Ecosia, você ajuda a preservar florestas sem sair de casa.

O serviço é uma parceria entre o Yahoo!, Bing e a organização WWF. A cada busca feita pelos usuários, cerca de 2 m² de floresta tropical são preservados. Além disso, 80% da renda arrecadada pelo buscador com os links patrocinados é revertida para o programa de proteção à Amazônia da WWF. O acesso dos internautas é totalmente gratuito. Até o momento, mais de 26 milhões de m² já foram salvos com o uso do mecanismo.

O site não conta com o apoio do Google, maior buscador da web. A ausência também é uma jogada de marketing, já que o Yahoo! e o Bing são aliados contra o grande concorrente.

Disputas financeiras à parte, o Ecosia é uma grande iniciativa de conscientização online. O link para o buscador da WWF está logo acima dessa matéria.

Deixe um comentário

Arquivado em Buscadores, Tecnologia Verde